Dia 7 – Agindo com tolerância
Você é uma pessoa irritada? Todos me veem como calma, mas por que será que me percebo irritada tão facilmente? Basta dirigir as meninas para a escola e encontrar alguém na minha frente dirigindo lentamente. Pergunto logo: _Por que uma pessoa dirige tão devagar uma hora dessas, quando todos estão correndo para algum lugar? Eu mesma respondo: _É provável que esteja em férias… E eu aqui ficando irritadíssima.

 

Outra coisa muito simples que me deixa irritada é quando chamo os meus filhos para virem fazer refeição à mesa juntos e eles não respondem ou ficam calados. Só de escrever isso, já me dá nos nervos rsrsrsrsr.
“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.” 1 Coríntios 13.4-5.

A última vez que dei um grito lá em casa para os meninos virem à mesa realmente foi frustrante. Eles chegaram todos reclamando que eu estava histérica, gritando com todo mundo e sem motivo. Resolvi abrir meu coração, reagir com amor. Falei que tinha me dedicado bastante para fazer aquela comida gostosa para eles, que havia preparado uma mesa bonita e que havia sonhado em servir uma comida bem quentinha do jeito que eles gostam. No final da explicação pedi: _Por favor, quando eu chamá-los para a mesa não demorem. Não é que funcionou?

Quando reagimos com amor e com calma, conseguimos fazer com que o outro raciocine melhor e considere positivamente as colocações que estamos fazendo.

Você não deve ficar irritado apenas porque as coisas não estão saindo do seu jeito ou porque você não quer ser interrompido em suas ações. Lembre-se de que o amor não se ira facilmente.

Que eu e você possamos juntos eliminar as motivações e irritações vãs por meras vaidades ou caprichos nossos.
Pense sobre isso!

Que o Senhor te abençoe.

Um grande abraço!

Samara Queiroz