A Manjedoura

A Manjedoura

“Aquele é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade”. João 1.14

Quero abstrair os shopping centers cheios, os papais noeis e os corre-corres. Quero apenas focar na verdadeira essência deste dia: a manjedoura.

Ele escolheu um lugar comum para vir ao nosso encontro. O firmamento anunciou a sua vinda, uma estrela apontou a sua chegada. Aquele que tudo criou tem o universo aos seus pés. Ele acalma a tempestade, os ventos contrários, pois quem não obedeceria ao seu criador? Eu fico literalmente fascinada com a grandiosidade da vinda de Jesus Cristo. Ele escolheu uma manjedoura, sem luxo, sem riquezas, sem conforto. Ele optou por coisas simples.

Sua vinda confirma que precisamos de um resgatador, que somos preciosos para Ele, que carecemos de um exemplo a ser seguido e esse exemplo é ele mesmo,Jesus. O próprio Deus que se humilhou e se fez homem para morrer por mim e por você.

Ao passo que vemos luzes piscando e confraternizações em todos os lugares, lembremo-nos daquele que nos amou primeiro e nos deu a honra de ser perdoados e aceitos como filhos de Deus. Esse amor possibilita-nos olhar nos olhos dos nossos familiares e amigos, e dizer: Eu te amo! Você é muito importante para mim! 

Um olhar amoroso e um abraço fraterno valem muito mais do que mil presentes!

Que sua casa, você, seja uma manjedoura neste Natal, simples, calorosa e que tenha o Senhor Jesus Cristo como centro de homenagens e de mudanças!

Que o Senhor nos abençoe!

Feliz Natal!

Samara Queiroz

 

 

 

Deixe uma resposta