2- Rompa barreiras, você é livre!

Posso imaginar o tanto de culpa que você tem carregado há anos em seu coração.
Acha que tudo de ruim que aconteceu a outra pessoa ou a você mesma foi porque você fez ou
deixou de fazer alguma coisa. Vive dizendo a si mesmo: “Ahhh! Se….eu…”
Ou quem sabe você vive culpando alguém por sua infelicidade.
E repete: “Ahhh!.. Se… eu…”
E, depois de tudo isso, fechou-se em si mesmo.
Algo muito sério aconteceu e você acabou criando muros intransponíveis para se “proteger”.
Afinal, acaba tentando consolar-se com o clichê: “O tempo vai resolver”.
E a verdade é que o tempo passou, continua passando e você permanece com sua dor, sua culpa sendo alimentada.
Pare com isso!
“Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres.” ​João ​8:36 ​NVI
Você conhece Jesus, mas continua preso ao que de ruim lhe aconteceu.
Perdoe a si mesmo, passou. Jesus te amou e te perdoou na cruz.
A cruz foi suficiente.
Quando você não se perdoa, você diz que a cruz foi insuficiente.
Perdoe a pessoa que lhe feriu. Se você puder imaginar ou ter a oportunidade de saber a história dela, poderá ser capaz de perdoá-la mais facilmente.
Senão entregue-a ao Senhor que é justo juiz para julgar e amar incondicionalmente, mas seja livre para ter uma vida bem mais leve.
Viver de bem com a vida requer de nós paz com nossa história e isso é uma decisão que
podemos e devemos tomar, no poderoso nome de Jesus Cristo!
Ele já nos libertou!

Sejam livres!

Samara Queiroz

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.