Fiz uma rendição, vou confessar: Aderi definitivamente e relutantemente às redes sociais. Eu não queria estar lá, mas Jesus estava onde o povo estava. Antigamente as pessoas íam à praça da cidade, onde todos passeavam. Atualmente as pessoas vão ao shopping e estão conectadas em redes sociais. Devemos estar onde as pessoas estão!

Nessa nova experiência, deparei-me comigo mesma e fiquei espantada! Certo dia, estava navegando no facebook, quando apareceu uma daquelas lembranças de amizade. Ao me ver na foto, percebi que usava a mesma roupa de 04 anos atrás. E eu acho que esta roupa já não era novinha na época da foto! E eu pensei comigo mesma: Você está sendo descuidada ou está sendo boa mordoma de suas coisas? Esta situação não me incomodou a ponto de gerar uma mudança em minhas atitudes, mas o que vem por aí, sim…

Ontem, saltou uma recordação de 09 anos de casamento de um amigo nosso. 09 anos? E adivinhem o que pulou na minha cara? Um vestido que está no meu guarda-roupas há mais de 10 anos, visto que já não era novinho nesse casamento. Ri muito rsrsrsrsrs. Estou virando uma mulher de antiguidades… Será que eu preciso mesmo ou não tenho condições financeiras para mudar de roupas? Manter a mesma roupa por 20% dos seus dias de vida é necessário? Talvez uma falta de amor próprio ou de cuidado comigo mesma. Essa imagem me incomodou bastante e gerou uma mudança.

Já havia tirado bastante coisa boa para o Bazar da Igreja, mas essa imagem fez-me voltar novamente ao guarda-roupas e trabalhei o desapego deste vestido específico e de outros mais. Foi uma experiência diferente.

A gente sempre pensa que vai usar aquela roupa em uma outra ocasião específica, que será com outras pessoas, que a moda vai voltar, que você não tem tempo de procurar roupas novas, não tem dinheiro, nenhuma roupa ficará tão bem como esta, enfim, você saberá qual é o seu verdadeiro motivo se pensar um pouco mais.

Eu decidi que vou abençoar mais, doar mais e tirar um pouco mais de tempo para cuidar de mim mesma. E isto inclui considerar um guarda-roupa de giro simples: roupas simples, confortáveis, que serão doadas e compradas com facilidade.

Vai que você está precisando de um empurrãozinho para a mudança! Ou, de repente, você só pensa nisso em roupas, sapatos (parece uma centopeia) e bolsas. Aí é o outro lado da moeda. Compre menos e apenas o necessário. Doe, doe e doe. Há muita gente precisando do que você tem em abundância!

Dar é sempre muito melhor do que receber! Seu guarda-roupa é lindo? Divida esta beleza e multiplique os propósitos do Senhor na sua vida!

Não se torne uma velhaca mesquinha! Eu estava nesse caminho e decidi mudar!

Que o Senhor te abençoe e te faça refletir exatamente no que Ele tem para você.

Um grande abraço,

Samara Queiroz