#38- Culto ao corpo / Alimento como remédio / Dieta ou exercício?

Olá, minha irmã! Tudo em paz?

“Há um estilo de vida que parece inofensivo; preste atenção, pois conduz à morte.” (Provérbios 14.12)

O alcance das medidas perfeitas e de um corpo slim pode trazer consigo o desejo de que tal sucesso seja contemplado por outras pessoas, bem como o exibicionismo por meio do uso de roupas curtas e sensuais. Para impedir que essas vontades pecaminosas da carne prevaleçam sobre a sua vida, sempre reveja o propósito das suas metas e relembre qual a função do seu corpo para o Senhor.

Thaíse Grisi Cardoso
Rede Entre Amigas – Igreja Cidade Viva
www.cidadeviva.org 


WhatsApp Image 2018-02-23 at 16.25.01 (2)

DESAFIO: “QUE SEU ALIMENTO SEJA SEU REMÉDIO”

– FORTALEÇA SUA IMUNIDADE ATRAVÉS DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E USE AS PROPRIEDADES DOS ALIMENTOS EM SEU FAVOR!

Quando submetido a agentes agressores, o nosso corpo reage, e a resposta do sistema imunológico ao estresse, a lesões, a infecções, a agentes químicos e até mesmo a uma carga excessiva de exercícios físicos, é a inflamação. Alguns alimentos também tem um grande potencial em gerar inflamação no nosso corpo e, estando em um processo inflamatório generalizado, a recuperação de doenças é mais demorada e as performances física e mental são reduzidas.

Muitas vezes sintomas como cansaço, fadiga e indisposição são causados por um estado inflamatório crônico do corpo, resultante de má alimentação e maus hábitos de vida, como poucas horas de sono e sedentarismo. Doenças como obesidade, hipertensão arterial, diabetes e doenças cardiovasculares são totalmente relacionadas à inflamação crônica.

Os alimentos que estimulam a inflamação são os ricos em carboidratos refinados e gorduras trans, como os processados, açúcar, margarina, doces, frituras, “fast-food”, carnes gordurosas, refrigerantes e os feitos com farinha branca.
Em contrapartida, existem os alimentos antiinflamatórios naturais que, além de reduzir a inflamação, ajudam no equilíbrio do metabolismo e no controle do peso corporal.

E que alimentos são esses?
– Água de coco: hidratante, antioxidante e diurética;
– Alho: antiinflamatório, antibiótico natural, antioxidante e hipotensor;
– Chás: chá verde, chá branco, chá de erva-doce, chá de camomila, chá de carqueja;
– Condimentos e especiarias: açafrão, cúrcuma, alecrim, gengibre, coentro, vinagre de maçã, orégano, hortelã, menta, própolis, pimenta, salsa e tomilho;
– Frutas vermelho-arroxeadas: cereja, morango, açaí, amora, framboesa;
– Oleaginosas: nozes, castanhas, amendoim, semente de girassol, gergelim e linhaça;
– Óleos: óleo de coco, azeite de oliva extra virgem;
– Peixes e frutos do mar: atum, arenque, cavala, salmão, sardinha, marisco, ostra;

Muitas são as variedades de alimentos que nos beneficiam. Então, no seu cardápio, inclua uma alimentação antiinflamatória, previna doenças e sinta mudanças radicais no seu bem-estar geral!

Equipe Nutrição

 


WhatsApp Image 2018-02-23 at 08.54.20

Afinal, o que é mais importante para perder peso: dieta ou exercício?

Segundo os estudos:

“Para emagrecer, é preciso gastar mais energia do que se consome. E é claro que isso pode ser atingido restringindo calorias da dieta ou queimando-as por meio de exercício. Mas, certamente, a melhor estratégia é a combinação, pela dificuldade de fazer isso isoladamente. ”

Segundo Torres, se o indivíduo unir a restrição alimentar ao exercício, a tarefa se torna mais fácil e, de quebra, ainda queima/gasta mais calorias. “Exercícios que queimam 250 calorias são mais fáceis e podem ser realizados mais vezes durante a semana de cinco a sete vezes, por exemplo. Una isso a 300 calorias restritas na dieta e você perde 500 calorias por dia. A combinação faz com que você não radicalize para nenhum dos lados.”

Contudo, se o seu intuito não for diminuir números na balança e sim ter um corpo mais saudável, a estratégia é outra. “Uma coisa é ir na balança e perder peso, e outra é emagrecer. O trabalho de atividade física e alimentação corretas faz com que melhore a composição corporal massa magra e gordura”.

O excesso de gordura só é perdido por meio de atividade física, principalmente a aeróbica, correr, nadar, pedalar, dançar, que acelera o metabolismo e reduz a gordura”, afirma Coelho. “Mas se você não muda a dieta, apesar de usar a gordura como fonte de energia, acaba compensando na alimentação e não emagrece nunca. ”

A combinação perfeita sempre será atividade física e alimentação saudável!

Luciana Bronzeado
CREF 000191-G/PB.

Que Deus te abençoe ricamente!

Um grande abraço,

Samara Queiroz
Rede Entre Amigas
Igreja Cidade Viva

QUERO RECEBER AS DICAS DIRETAMENTE NO MEU EMAIL

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.