Se você orar e quando orar

Fiquei maravilhada ao ler sobre isso no livro II Crônicas, quando descreveu o reinado de Salomão, filho de Davi.

O Senhor falou para Davi que não o deixaria contruir um templo de adoração ao Seu nome porque ele havia derramado muito sangue na terra. Mas permitiria que a sua descendência o fizesse. Foi aí que entrou em cena Salomão, filho e herdeiro do trono do rei Davi.

Salomão gerenciou toda a construção com muito capricho e excelência e, finalmente, fez uma grande festa de inauguração do Templo do Senhor para todo o povo de Israel. No ápice da festa, ele se colocou diante do altar do Senhor e de toda a assembleia de Israel, e levantou as mãos para orar, intercedendo por todas as pessoas e nações. Salomão pediu que o Senhor ouvisse e atendesse a todas as petições dirigidas àquele templo, dirigidas ao Deus de Israel. Veja os detalhes em II Crônicas 6.

Foi realmente uma oração linda! Fiquei imaginando que momento de êxtase e alta realização Salomão viveu ali. O mais impressionante foi que o Senhor respondeu a oração do rei, filho de Davi, dizendo que se o Seu povo estivesse passando necessidades ou enfrentando grandes tribulações:

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.”

Em toda a Bíblia você encontrará o Senhor atendendo às orações feitas por pessoas boas e más, como: o péssimo rei Acabe, casado com Jezabel, (1 Reis 21.27-29); o rei Manassés que fez o que o Senhor reprova mas, na sua angústia, reconheceu o Senhor como o único Deus (II Crônicas 33.13); o rei Ezequias, que foi um rei que fez o que o Senhor aprova, adoeceu e orou ao Senhor pedindo cura e obteve mais 15 anos de vida (II Reis 20.1-11). Ainda há orações atendidas para vencer batalhas e muitas outras. Mas em todas elas o princípio permaneceu o mesmo da afirmação do Senhor:

1- “Se” e somente “se”. Esta é uma condicional! O Senhor não nos atenderá a menos que peçamos. Precisamos tomar uma atitude, uma posição humilde, reconhecendo nossa pequenez, dependência e crer realmente que somente Ele é o Senhor;

2- “Quando” orarmos buscando a face do Senhor, precisamos reconhecer os pecados, arrependermo-nos deles e abandoná-los. Não há cura, não há restauração sem confissão de pecados.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça” 1 João 1.9

É lógico que o Senhor poderá não atender às petições vãs, aos nossos mais sutis desejos e vaidades, mas Ele atenderá aos nossos pedidos realmente sinceros que agradem o Seu coração.

“Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai de vocês, que está nos céus, dará coisa boas aos que lhe pedirem!” Mateus 7.11

Ative a oração: Leia II Crônicas 6 (o capítulo inteiro) e ore ao Senhor, conforme aprendemos hoje.

Oração: Pai de amor e de misericórdia, Tu és bom todo o tempo! Venho diante de Tua magnífica presença te pedir perdão, Senhor, porque não tenho honrado o Teu nome todos os momentos de minha vida. Tenho sido tão egoísta pensando em meus próprios afazeres e muitas vezes não percebo que só sou capaz de executá-los porque Tu o permites. Não quero ter uma vida sem significados, uma vida sem esperança. Sei que encontro tudo isso em Ti. Faz tudo novo em meu viver, Senhor. Não quero viver exclusivamente para mim, Pai. Quero viver para Ti. Quero viver para Te servir. Quero realmente fazer discípulos batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Quero ensiná-los a obedecer e a Te seguir, pois sei que assim estarás comigo para sempre. Ajuda-me, Senhor. Envia-me, Senhor. Louvado e exaltado seja o Teu Santíssimo nome, amém!!!!

Deus te abençoe grandemente!

Um grande abraço,

Samara Queiroz
Líder da Rede de Mulheres
Igreja Cidade Viva

PS. Você poderá encaminhar este email para alguém que queira iniciar o estudo, basta clicar no link para iniciá-lo, desde o primeiro dia, EU QUERO FAZER O ESTUDO SOBRE ORAÇÃO, ou acessar o meu blog e realizar o cadastro por lá: blog de Samara Queiroz.

2 comentários em “Se você orar e quando orar

Deixe uma resposta