ProfanaçãoDeus

Se profana Deus, rejeite

Fiquei estarrecida em perceber como a autora E. L. James se referencia aos momentos de prazer entre a Ana e o Gray com palavras como “gloriosa”, “santo” e “majestoso”. Estas palavras são geralmente atribuídas ao Senhor do universo e Suas obras mas, nesta obra literária, se é que eu posso chamar isso de literatura, ela se referencia aos momentos de transa e de sexo entre estes parceiros.

O Gray, no início do livro, diz que ia para a escola bíblica dominical, deixando nas entrelinhas que isso não tinha feito qualquer diferença em sua vida. A Anastasia, em um determinado momento, fala que ele era “frio e sensual como o diabo, o pecado em último grau, em uma única mirada tentadora”. Ela queria esse “diabo” para ela. O diabo só veio para roubar, matar e destruir. Não há nada de prazeroso e bonito nisso tudo. Não chame seu amor de “diabo”! Não queira que ele faça esse papel em sua vida.

O fim da picada para mim foi quando o Gray colocou um coral de anjos cantando para a Ana escutar. Ela diz: “_ Caramba, um coro celestial – cantando a capella em minha cabeça, um hinário antiquíssimo. O que é isso meu Deus?” Durante a música, que fica em repeat, ele lhe dá muitos açoites e ela acha o coral lindo. Veja a letra da música que senti de colocar para você ler:

“Eu nunca pus a minha confiança 
em outro além de Vós;
Ó Deus de Israel,
Aquele que pode mostrar ira e misericórdia,
E que absolve todos os pecados do homem sofredor.
Ó, Senhor Deus, Criador do Céu e da terra,
Olha para nossa pequenez

Assim possa eu reconhecer-Te, ó Deus,
nosso Pai, Vivo e verdadeiro Senhor!”
                                                                      Spem in Alium de Thomas Tallis

Misericórdia!!! Como alguém pode apanhar e o outro bater ouvindo um louvor a Deus? Onde as mulheres estão com a cabeça? Ou estão sem ela? Fiquei totalmente impactada, aterrorizada, ao me deparar com tudo isso. Na verdade, acredito que a autora tenha feito questão de blasfemar neste livro e os “cristãos” não perceberam isto, pois alguns dizem que não há nada demais.

Quiçá, fôssemos como os bereanos ao ler toda e qualquer estória, pois: 
“Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.” Atos 17.11

Todo o conteúdo que lemos, ouvimos ou vemos devem ser expostos ao crivo da Palavra do Senhor e de Sua Santidade. Se não estiver de acordo, rejeite. Se estiver debochando, profanando, tenha total repulsa e indignação. Fique distante de tudo isso!!!

A Palavra do Senhor nos diz para sermos Santos porque Ele é Santo.

“Portanto, estejam com a mente preparada, prontos para agir; estejam alertas e ponham toda a esperança na graça que será dada a vocês quando Jesus Cristo for revelado. Como filhos obedientes, não se deixem amoldar pelos maus desejos de outrora, quando viviam na ignorância. Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, pois está escrito: “Sejam santos, porque eu sou santo”.” 1 Pedro 1.13-16

Não se deixe enganar, do Senhor não se zomba. Ele é digno de honra e de louvores em Sua presença. Sua santidade não coaduna com práticas que atentem contra a integridade de outrem. Este tipo de atitude encontrada no livro é uma autêntica profanação de Deus, de Sua majestade e de Sua santidade. Não fique inerte, nem insensível a isto!

“Quem entre os deuses
é semelhante a ti, Senhor?
Quem é semelhante a ti?
Majestoso em santidade,
terrível em feitos gloriosos,
autor de maravilhas?” Êxodo 15.11

Ao Senhor devemos honra, gratidão, louvores e adoração. A ele seja todo o nosso viver, respeito, admiração e realização. Ele é o Senhor dos senhores!

Que Ele te abençoe e faça todas as coisas novas. Desta forma, você resplandecerá a Sua glória como uma cidade na montanha, em nome de Jesus!

Um grande abraço,

Samara Queiroz
Líder da Rede de Mulheres
Igreja Cidade Viva – www.cidadeviva.org